Receitas e curiosidades sobre o café que vão surpreender você

Coado, espresso, filtrado, carioca, torrado, orgânico, descafeinado, solúvel, com leite, sorvete, conhaque e até com cocô de passarinho. Não importa como, quando ou onde, o café é comprovadamente a segunda bebida mais consumida pelos brasileiros, perdendo apenas para a água.

Para muitos, o dia só começa após o cafezinho; outros preferem consumi-lo após as refeições. O certo é que ninguém resiste ao aroma delicioso que toma conta de todo o ambiente e anuncia que alguém acabou de passar um café fresquinho.

Tanto amor pelo produto levou a Associação Brasileira das Indústrias de Café (Abic) a dedicar uma data especialmente para ele: 24 de maio. O Dia do Café, comemorado desde 2005, tem o objetivo de relembrar o início das grandes plantações cafeeiras responsáveis por um dos períodos mais prósperos da economia nacional e da sociedade brasileira.

Hoje, estamos longe de todo aquele glamour do início do século passado, com as grandes fazendas dos Barões do Café, mas os números têm animado o mercado, de uma forma geral. Em 2017, os brasileiros consumiram 21,5 milhões de sacas do produto, o que equivale a 1,07 milhão de toneladas. Nos últimos 8 anos, o aumento no consumo foi de 307% e, para 2018, as previsões são ainda melhores. O aumento esperado pela Abic é de 30% em relação a 2017. Mas embora seja o maior produtor mundial do produto, o Brasil ocupa a segunda colocação no consumo, perdendo para o mercado norte-americano.

Nos últimos anos, os consumidores brasileiros presenciaram uma verdadeira explosão no número de cafeterias e de tipos de café goumetizados. Estima-se que existam hoje, no país, 3,5 mil cafeterias. Tanta variedade se deve ao baixo investimento para abrir uma loja especializada em café: entre R$ 80 mil e R$ 100 mil.

Curiosidades sobre o café

1. Rico em cafeína, o café é um poderoso aliado para aqueles que precisam aumentar os níveis de concentração, desde que consumido com moderação. Doses excessivas podem levar a uma overdose de cafeína, trazendo problemas como dor de estômago, tremores e insônia. A dose máxima de cafeína recomendada por dia é de 400 mg, o equivalente a beber cerca de 600 ml de café por dia.

2. Assim como no Brasil, o café é a segunda bebida mais consumida no mundo, perdendo apenas para a água.

3. A cafeína também é indicada no tratamento da depressão e ajuda a afastar o mau humor.

4. A borra de café pode ser usada como adubo para plantas.

5. Cafeomancia: civilizações árabes desenvolveram a técnica de prever o futuro através da leitura da borra de café. De acordo com seus praticantes, a técnica exige muita concentração e sensibilidade para fazer a leitura das figuras que se formam no fundo da xícara, geralmente de porcelana e com a boca mais larga. O café deve ser servido morno e o consulente deve beber lentamente enquanto pensa nas perguntas para as quais deseja respostas.

6. Acredita-se que o café tenha surgido na Etiópia, África, por volta do século IX. Foi trazido para o Brasil no início do século XVIII pelo Sargento-mor Francisco de Melo Palheta. Foi cultivado inicialmente no Paraná, Minas gerais, Goiás e Rio de Janeiro. Mas foi na terra roxa de São Paulo que o café mostrou todo o seu potencial econômico. Em pouco tempo, São Paulo se tornou o maior produtor de café do país.

Os tipos mais conhecidos de café

Café Espresso

É um dos principais tipos, servindo de base para diversos outros. É feito sob alta pressão de água na temperatura de consumo. Isso faz com que o sabor seja mais forte e concentrado

Receita:

  1. Misture café, açúcar e água em uma batedeira e bata por aproximadamente 7 minutos, até que se forme um creme parecido com sorvete.
  2. Em uma xícara de leite quente, adicione 1 colher de sopa bem cheia do creme e mexa até que tudo se torne uma mistura homogênea.
  3. Polvilhe com canela e sirva.

Café Macchiato

Muito parecido com o Espresso, leva uma dose de leite vaporizado que ajuda a suavizar o sabor. Um terço de café, um terço de leite vaporizado, um terço de espuma e pronto!

Receita:

  1. Encha o copo com 2/3 de leite e leve ao micro-ondas para aquecer bem.
  2. Adicione leite condensado até que ele todo se deposite na base.
  3. Derrame café expresso pelo canto do copo para não haver mistura.
  4. Bata o leite durante 1 minuto no mixer até quer tudo vire uma espuma densa. Derrame sobre o café e sirva.

Café Ristretto

Versão mais concentrada do Espresso, com sabor mais intenso. Utiliza metade da quantidade normal de água com a mesma quantidade de pó de café. Alguns baristas interrompem a máquina na metade da feitura de um Espresso.

Receita:

  1. Prepare tudo como se fosse produzir um café espresso.
  2. Compacte o pó do café um pouco mais do que o normal.
  3. Inicie a máquina de café e retire a xícara quando a água chegar à metade do copo. Sirva!

Café Latte

Diferente do Machiatto, com três camadas que não se misturam dentro da xícara, o Latte mistura o café com o leite vaporizado, com uma espuma extra servida sobre a bebida.

Receita:

  1. Encha uma xícara com 1/3 de café
  2. Esquente o leite até quase alcançar a fervura. Coloque em um recipiente fechado (pode ser uma garrafa pet de 600ml) e agite por 3 minutos.
  3. Abra e derrame sobre um recipiente plano; deixe respirar por 30 segundos e derrame sobre o café na xícara.
  4. Utilize uma cobertura de chocolate para fazer desenhos sobre a espuma.

Cappuccino

Um dos tipos mais populares ao redor do mundo. Parecido com o Latte, possui mais leite vaporizado em sua fórmula, além de chocolate em pequenos pedaços ou em pó sobre a bebida.

Receita:

  1. Misture 1 xícara de leite em pó, 5 colheres de chá de café solúvel, 2 colheres de sopa de chocolate em pó, 4 colheres de sopa de açúcar, 1 colher de chá de canela em pó e 1 colher de chá de bicarbonato de sódio; bata tudo num liquidificador e bata até virar um pó homogêneo. Guarde a mistura em um pote bem fechado.
  2. Dissolva duas colheres do seu cappuccino em água quente e aproveite!

Mocha

Feito a partir da mistura de chocolate quente com uma dose de espresso, adicionando leite vaporizado e espuma de leite. A mistura deve ser homogênea. Para finalizar, chocolate em pó polvilhado ou em pequenos pedaços sobre a bebida.

Receita:

  1. Misture meia xícara chá de café solúvel, 2/3 de xícara de chá de chocolate meio amargo picado e 1 xícara e meia de chá de leite em pó.
  2. No liquidificador, bata 4 colheres de sopa da mistura em 180ml de água e sirva!

Affogato

Feito a partir da mistura de sorvete de baunilha com uma ou duas doses de espresso. Alguns baristas adicionam uma dose de licor de amêndoas. Para muitos, trata-se mais de uma sobremesa do que de um café.

Receita:

  1. Coloque o sorvete de baunilha em um copo.
  2. Regue com café espresso bem quente.
  3. Cubra tudo com raspas de chocolate e avelãs.

Os cafés mais caros do mundo

O Kopi Luwak é um café produzido a partir das fezes da civeta, um mamífero que, após engolir as sementes do fruto, libera ácidos e enzimas sobre o bolo alimentar antes de expeli-lo com as fezes. Todo esse processo provoca uma fermentação natural. O resultado é um café com notas de frutas vermelhas, zero de acidez e pouco amargor. Natural da Ilha de Bali, Indonésia, o quilo do Kopi Luwak é vendido a US$ 2.880.

A versão brasileira da bebida é o Jacu Bird Coffee, produzido na cidade de Domingos Martins, no Espírito Santo. Produzido a partir das sementes de café retiradas das fezes do pássaro Jacu, que engole o fruto sem triturá-lo, é bastante saboroso, com notas de jasmim, baixa acidez e doçura média. Seu quilo é vendido por U$ 1.150, o que lhe garante a posição de terceiro mais caro do mundo.

This entry was posted in Longevidade e Saúde and tagged , . Bookmark the permalink.